AJUPM | CENTRO DE APOIO AOS POLICIAS MILITARES

Pernambuco:

Mais de 700 policiais concursados podem ser chamados

Outubro 16
10:17 2018

O secretário de Defesa Social do Estado, Antônio de Pádua, diz não ter dúvida de que a redução dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) está consolidada e informa que a meta é chegar ao final do ano com redução de 24%, o dobro da meta do Pacto pela Vida (PPV), que é de 12%. E adianta que há outras medidas em curso, como a inauguração de novas unidades de polícia e melhorias no atendimento às mulheres vítimas de violência, além da possibilidade de chamar mais 711 concursados e de criar cinco delegacias contra a corrupção no interior.

“Em novembro vamos inaugurar o batalhão de Itapissuma e o Complexo de Polícia Científica de Palmares, que inclui um novo IML para dar mais velocidade e qualidade na apuração dos homicídios na Zona da Mata Sul”, destaca Pádua. “E até o fim do ano estamos concluindo concursos para contratação de soldados e oficiais que começam a se formar em janeiro.”

Segundo o secretário, há uma sinalização positiva do governador para chamar mais 140 delegados, 511 agentes e entre 60 e cem policiais científicos. Boa parte do efetivo seria utilizada no interior. “Há uma necessidade de interiorizar esse trabalho de investigação da corrupção”, afirma, acrescentando que um novo laboratório para apurar lavagem de dinheiro está em fase de conclusão no Recife.

MULHER

Sobre a violência contra a mulher, o gestor acredita que não há crescimento dos casos. “Há um aumento efetivo dos registros, com a abertura de novas delegacias e o trabalho integrado com a Delegacia da Mulher de incentivo às denúncias”, analisa. E adianta que no próximo mês a SDS e o Tribunal de Justiça lançam um projeto-piloto para agilizar as medidas protetivas. “Da própria delegacia será enviado um comunicado eletrônico ao TJPE solicitando a medida protetiva contra o agressor. A princípio, no horário comercial e na Delegacia da Mulher, mas a ideia é estender aos plantões.”

Pádua diz que o governo vem trabalhando desde o início da gestão na melhoria da segurança, mas que a contratação de pessoal exige um certo tempo. “Em 2015 contratamos 1.100 policiais e em 2016 lançamos novos concursos. Aprendemos, com a crise econômica, a nos reinventar e a planejar melhor”, declara.

TRANSPARÊNCIA

O secretário também afirma que o Estado tem investido em diversas ações de prevenção, sobretudo em educação. E defende que não falta transparência na divulgação dos dados de violência. “Acho um equívoco a divulgação diária ou semanal, porque sempre há correções, então divulgamos todo mês. E estamos entre os três Estados de maior transparência e qualidade dos dados, segundo o Fórum Brasileiro de Segurança.”

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados **

Artigos populares

Paraíba:

0 comentarios

Whatsapp:

0 comentarios

Bahia:

0 comentarios

Paraíba:

1 comentarios

Bahia:

1 comentarios

Maranhão:

0 comentarios

Pernambuco:

1 comentarios

Alagoas:

0 comentarios

Bahia:

0 comentarios

Categorias