AJUPM | CENTRO DE APOIO AOS POLICIAS MILITARES

Liminar

Dependente de associado ganha ação contra o plano de saúde

Outubro 15
00:00 2013

Em Salvador, uma ação ordinária com antecipação de tutela foi movida contra o Planserv pela mãe do associado Elias dos Santos, que como sua dependente, teve o acompanhamento do AJUPM(BR) e conseguiu o deferimento do pedido para que o Plano autorize e custeie a realização e a instalação de Home Care em 24 horas na forma indicada pelos médicos (tratamento domiciliar em todas as especialidades descritas: ortopedia, cardiologia, geriatria neurologia ou de qualquer especialidade que venha a ser necessária, além de acompanhamento fisioterápico) bem como o fornecimento de todos os materiais fundamentais à continuidade do tratamento em domicílio, até o seu pronto restabelecimento, sob pena de multa diária no valor de R$ 500,00 (quinhentos reais).

O advogado da causa foi Heitor Sampaio que acompanhou com empenho cada passo do processo da idosa que, aos 85 anos, já não consegue se movimentar por conta das várias patologias que a acometem. O plano é pago assiduamente pelo policial que, de forma injustificada, teve o pedido de atendimento domiciliar de Home Care para sua mãe negado.

 

O defensor considerou um absurdo o que ocorreu com a paciente. “Ela já estava passando por tantos problemas e teve que lidar com isso. Ainda houve um pedido do juiz para que a ação fosse analisada pelo Plantão Médico do Tribunal de Justiça, o que atrasou a liminar. Mas eu reapresentei a petição à juíza que substituía o titular e consegui o deferimento”, conta Sampaio.

 

Para o soldado, o atendimento do AJUPM(BR) foi extremamente positivo. “O caso da minha mãe foi tratado com muito descaso pelo Planserv, nós nem sabíamos que existia esse serviço do Home Care no plano e o advogado Heitor foi quem nos ajudou muito. Ele foi atencioso, prestativo e muito rápido ao conseguir a liminar. Agradeço muito por tudo”, afirma o associado.

 

Ele informou também que o estado da sua mãe ainda é delicado e que o Home Care não foi instalado em sua casa porque ela segue internada no hospital. De qualquer maneira, a liminar está deferida e quando o retorno for possível o serviço de cuidados em domicílio poderá ser instalado em sua residência.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados **

Artigos populares

Salvador:

0 comentarios

Paraíba:

0 comentarios

Recife:

0 comentarios

Entre Rios:

0 comentarios

Patos:

1 comentarios

Paraíba:

0 comentarios

Bahia:

0 comentarios

João Pessoa:

0 comentarios

Categorias