AJUPM | CENTRO DE APOIO AOS POLICIAS MILITARES

Ação policial em Caruaru-PE

AJUPM(BR) acompanha pacificação do Monte do Bom Jesus

Outubro 05
00:00 2011

 

 

 

Em setembro, Caruaru (segunda maior cidade de Pernambuco) assistiu a pacificação do seu bairro mais perigoso, o Monte do Bom Jesus. O AJUPM(BR) estava lá com o representante, Marcos Castro, que viu o Comando Integrado Itinerante da Polícia (CITI) ser instalado no local. "As pessoas com quem eu falei por lá foram unânimes ao parabenizar a iniciativa da polícia e já queriam viver em paz há muito tempo", conta Marcos.

Considerado um dos pontos turísticos da cidade alguns anos atrás, o morro de mais de 600 metros funcionava como mirante e recebia muitas visitas na sua Igreja, construída em 1902. Contudo, os atrativos da cidade estavam abandonados e nas mãos dos criminosos que transformaram o local em ponto de venda de drogas. "Alguns moradores me disseram que não iam ao Monte há mais de 20 anos por conta da violência", afirma Castro.

Segundo o IBGE, sete mil pessoas vivem na área, o que representa quase 3% da população da cidade, e em contrapartida, 23% das ocorrências de homicídios acontecia lá. Ou seja, a enorme violência afastava a própria população do local. Muitas forças da sociedade caruaruense foram unidas para que a primeira ocupação de polícia no Agreste ocorresse, desde a Igreja até o Governo Estadual.

O Monte do Bom Jesus tem pontos de apoio do 4° Batalhão da Polícia Militar, junto ao CITI, e já está com policiamento 24h por toda sua extensão. O AJUPM(BR) apoia e sempre acompanha as ações policiais que incentivam a paz social e que proporcionam o bem-estar dos cidadãos nordestinos.

Isabela Sales

Assessoria do AJUPM(BR)

DRT 4003/BA

 

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados **

Artigos populares

Salvador:

0 comentarios

Maranhão:

0 comentarios

PMPI:

0 comentarios

IRPF 2018:

0 comentarios

Teresina:

0 comentarios

Feriado:

0 comentarios

Xique-Xique:

0 comentarios

Paraíba:

0 comentarios

Maranhão:

0 comentarios

Categorias