AJUPM | CENTRO DE APOIO AOS POLICIAS MILITARES

Alagoinhas:

Associados AJUPM são absolvidos após 15 horas de júri popular

Dezembro 01
13:35 2017

O plenário do Fórum de Alagoinhas esteve lotado durante todo o dia de ontem (30) para assistir ao Júri Popular no qual os policiais João Luiz B. dos Santos, Gervailson O. Santos e André Luiz V. Cruz foram absolvidos após longo júri onde eram acusados de duplo homicídio doloso qualificado por motivo torpe e um homicídio tentado, em fato ocorrido no ano 2000.

Todos os acusados são associados AJUPM e foram defendidos por uma equipe chefiada pelo presidente do AJUPM, Dr. Wagner Martins, junto com o Dr. Marcelo Galo e a Dra. Sandra Martins. Na leitura da ata de sentença, o juiz declarou a absolvição de todos os réus, por maioria de votos, por insuficiência de provas quanto à autoria dos fatos. Todas as imputações feitas em denúncia foram perdoadas pelos jurados, representantes do povo de Alagoinhas, perante a realidade dos argumentos apresentados pela defesa e corroborados pela Promotoria que pugnou absolvição dos três PM’s.

Os crimes imputados a eles aconteceram em fevereiro de 2000, quando em uma ação de abordagem a uma Topic, que não obedeceu a ordem de parada, atiraram contra o carro atingindo duas civis que morreram e feriram um terceiro. De acordo com o advogado Marcelo Galo, tudo foi uma triste fatalidade e os policiais não tinham a intenção de matar ninguém. “A defesa ressaltou a bravura desses homens que saem de suas casas todos os dias para proteger a sociedade. Os tiros não foram intencionais, estavam em busca de um bandido. Todos eles são policiais excelentes, sem nenhum histórico violento, tanto que o próprio comandante do 4° BPM de Alagoinhas passou o dia no júri apoiando seus homens”, disse o advogado.

Além do comandante, a assembleia também foi formada por muitos colegas que acompanharam a luta dos associados, lotaram o fórum durante todo o dia e aplaudiram o veredito lido pelo juiz. Para o associado Gervailson Santos, a atuação do AJUPM foi impecável. “Meu contentamento com o AJUPM não é de hoje, é de sempre. Admiro a história da instituição e agora ainda mais. Depois de tirar esse peso vou buscar meus direitos que não aconteciam devido ao processo”, afirmou satisfeito o policial que já está na reserva. Já o policial João Luiz B. dos Santos parabenizou a equipe e, agora que está livre de qualquer acusação de crime, também vai buscar sua promoção assessorado pelo AJUPM. 

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados **

Artigos populares

Maranhão:

0 comentarios

Maceió:

0 comentarios

Parceria Plenus:

0 comentarios

Campina Grande:

0 comentarios

Nota de pesar:

0 comentarios

Mutuípe:

0 comentarios

Categorias