AJUPM | CENTRO DE APOIO AOS POLICIAS MILITARES

Cantinho do Associado

“Sou testemunha da seriedade do AJUPM(BR)”

Março 29
00:00 2012

A declaração abaixo, feita pelo associado Manoel Henrique da Silva Filho (foto), da Paraíba, mostra que a proximidade da empresa com seus sócios só traz benefícios. Confira na íntegra a emocionante história desse policial que é um exemplo de superação:

“Eu sou soldado da Policia Militar do Estado da Paraíba, faço parte da instituição há dezessete anos e escolhi essa profissão por ter dois irmãos nela, por admirar a organização. Também pela necessidade de emprego para ter estabilidade financeira e depois porque me via com amplas condições de crescer, já que contava com os requisitos necessários para aproveitar as oportunidades quando surgissem.

O meu tempo de folga no começo era estudando, pensando em fazer concursos internos, mas, com pouco tempo fui desnorteado pela pressão do regime militar que eu não conhecia nem fazia ideia de sua dureza. Passei muito tempo descontrolado emocionalmente, bebendo muito e fazendo tudo errado. Pensava que não tinha direito a nada, irado por não conseguir encontrar saída, tinha temor ao invés de respeitar.

Eu não escolhi o AJUPM(BR), me associei por acaso a convite de um colega, quando estava recolhido na prisão do terceiro batalhão aqui em Patos. Não acreditava mais que pudesse permanecer (estava certo de que iria ser excluído) na corporação porque havia sido autuado em flagrante pela terceira vez. A minha ficha disciplinar estava completamente comprometida ao ponto de não ser mais admitida pelo regulamento. Eu torcia e pedia a Deus pela minha liberdade, porque com o emprego eu não conseguia mais contar e fazia planos para recomeçar a vida, um dia quando saísse da prisão.

Me associei pensando que era mais uma daquelas associações de dentro da PM, que até então não haviam feito nada por mim, mas me surpreendi quando no outro dia recebi uma ligação telefônica da Drª Patrícia, em que iria fazer o possível para me libertar e assegurar a minha permanência na PM. No mesmo dia um colega me trouxe procurações em nome da advogada, e eu assinei. Durante o tempo que estive preso, ela ligava para me informar o que estava acontecendo e me tranquilizar acerca da tramitação dos processos. Fui a uma audiência em João Pessoa e ela estava lá me defendendo. Poucos dias depois fui liberto. Ainda estive internado no IPF (Instituto de Psiquiatria Forense), sob a tutela da Dr.ª Patrícia, onde havia mais quatro associados assistidos por ela, e só temos a agradecer o trabalho. Ela nos visitava constantemente, e eu notava sua preocupação em melhorar a nossa situação. Deram-me alta antes do previsto, devido a sua persistência em reclamar agilidade nos procedimentos.

O principal serviço do AJUPM(BR), na minha opinião, é o pronto atendimento. Com a assistência do advogado não só nas audiências, mas a qualquer momento, para tirar dúvidas, aconselhar e conscientizar o cliente da verdade dos fatos, procurando junto conosco a melhor solução.

Descobri que tenho meus direitos e que, para tomar posse deles, devo cumprir com as minhas obrigações. O melhor de tudo é que eu ainda não sei de quase nada, mas tenho a humildade de perguntar a quem sabe e tenho à minha disposição, a melhor associação de assistência jurídica para militares que eu conheço. Eu confio no AJUPM(BR) por que sou testemunha de sua seriedade e responsabilidade.

Hoje estou em Patos, cidade do interior, ainda sendo processado. Cumpro sentença de medida de segurança para tratamento ambulatorial, e tenho advogados do AJUPM(BR) em minha cidade, contudo não abro mão da assistência da Dr.ª Patrícia e do escritório na capital. E, apesar dos pesares, estou feliz. Os problemas não desapareceram, mas eu não tenho mais medo deles. Larguei a bebida porque descobri que nunca precisei dela, voltei a estudar, pratico esportes, fico mais com a minha família e estou satisfeito com isso”.

Inspire-se como o associado acima e seja o próximo personagem do “Cantinho do Associado”. Se você tem algum dom artístico também pode participar enviando sua sugestão para comunicacao@ajupm.com.br.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados **

Artigos populares

Fala, sócio!

0 comentarios

Piauí:

0 comentarios

Bahia:

0 comentarios

Nota de pesar:

0 comentarios

Pernambuco:

0 comentarios

Bahia:

0 comentarios

Funape:

0 comentarios

Bahia:

0 comentarios

Pernambuco:

2 comentarios

Categorias