AJUPM | CENTRO DE APOIO AOS POLICIAS MILITARES

Concurso da PF à vista

Plano Nacional de Fronteiras vai duplicar efetivo policial nos próximos anos

Outubro 05
00:00 2011

 

        O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse nesta terça-feira que o plano nacional de fronteiras, em discussão no governo, prevê duplicar o número de agentes da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e da Força Nacional de Segurança Pública que atuam nessas regiões, especialmente em 30 pontos considerados vulneráveis. Ele participou de reunião sobre o tema com o vice-presidente Michel Temer, que exerce a função de presidente em exercício, por causa da viagem da presidente Dilma Rousseff ao exterior.

 

        Cardozo não revelou o número de policiais a mais que serão incorporados, alegando motivos de segurança. Mas afirmou, sem adiantar datas, que haverá concursos para a PF. “O que eu posso dizer é que vamos duplicar o efetivo”, disse Cardozo.

        Na semana que vem, segundo o ministro, deverão ser divulgados resultados das Operações Sentinela, coordenada pelo Ministério da Justiça e que vigia em caráter permanente as fronteiras do país, e das Operações Ágata 1 e 2, que são temporárias e conduzidas pelas Forças Armadas. Ele afirmou que o saldo das operações é significativo, em comparação com o período anterior ao reforço na vigilância das fronteiras com os demais vizinhos da América do Sul.

       O ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE), Moreira Franco, anunciou a preparação de um plano social e econômico para intensificar a ocupação das áreas de fronteira, entre elas na Amazônia. A ideia é que as ações de repressão sejam acompanhadas de projetos para fixar a população, garantindo o acesso a serviços públicos de educação e saúde. Ele disse que haverá medidas novas em relação às políticas atuais, mas não revelou o que será feito.

Fonte: O Globo

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados **

Artigos populares

Recife:

0 comentarios

GAP V:

0 comentarios

BGO:

0 comentarios

Antiguidade:

0 comentarios

Ato de bravura:

0 comentarios

Alagoas:

0 comentarios

GAP V:

1 comentarios

Bahia:

0 comentarios

Categorias